25 de abril de 2020 | Receitas

Nugetts sem crueldade

Com a criançada em casa nesse período de isolamento, variar os lanchinhos e incluir a ajuda delas nos processos de preparos, além de trazer conexão com o alimento é super divertido e instrutivo. Você ensinar muitas coisas como uma reflexão de onde vem os alimentos e toda a rede até eles chegarem em nossas mesas. Quando temos conhecimentos e sabemos quais processos estão envolvidos no consumo, podemos fazer escolhas melhores! Aproveite esse tempo, resgate memórias, compartilhe momentos e fique em casa!! Para a criançada ou para sua criança interior que não sabia o quanto os nuggets industrializados eram cruéis com a vida animal, essa receita é deliciosa e nutritiva.

Ingredientes

150gr de feijão branco

1 cebola

1 cenoura

1 abobrinha pequena ou metade da grande

100gr de milho verde (no vapor, cozido, a vácuo, lata) o que vc preferir

2 colheres sopa azeite

1 colher sopa shoyu

qb sal (quanto baste, a seu gosto)

180gr farelo de aveia (ou de quinoa, ou aveia batida para virar o farelo)

200gr para empanar de farinha de rosca ou panko

Qb azeite ou óleo para assar.

Preparo

Deixe o feijão de molho por pelo menos 12 horas. Descarte a água. Cozinhe até que fiquem macios. Separe da água do cozimento. Bata os grãos no processador e reserve.

Rale a cebola, abobrinha e cenoura e refogue no azeite nessa ordem até que estejam dourados, adicione o shoyu e misture ao refogado.

Em um bolw adicione o feijão batido com o refogado, coloque o milho e aos poucos o farelo de aveia até que você consiga modelar. Ajuste o sal.

Modele e leve para geladeira por 30 minutos

Empane na farinha de rosca ou panko.

Em uma assadeira coloque um fio de azeite ou óleo coloque os nugetts, fio de azeite e leve pata assar em forno pré aquecido a 190º.

Você pode fritar por imersão também.

Podem ser congelados antes de assar por até 30 dias.

Chef Tábata Dugois – Instagram @tabatadugois – tabatadugoism@gmail.com

2 comentários em “Nugetts sem crueldade”

  1. corujasimao@gmail.com' Stéfanie Alves Rodrigues Simão disse:

    Pode bater o melho na hora que for bater os grãos no processador?

    1. Tábata Dugois disse:

      Pode sim! Mas vai alterar um pouco a textura final!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *