1 de abril de 2018 | Artigos

O grito silencioso de dor dos peixes, na Páscoa, e durante todos os dias do ano

Toda Páscoa é a mesma coisa: pessoas deixando de comer carnes vermelhas para comer peixes aos montes durante a semana santa. E a verdade é só uma: não é correto comer animais, sejam eles transformados em carnes vermelhas ou brancas, em qualquer dia do ano.

De todos os animais que viram alimentos, o peixe é o que solta um grito de dor silencioso e que é ignorado por milhões de pessoas ao redor do planeta, afinal, o pensamento é: já que o peixe não emite sons ao ter o seu corpo esfatiado, ele “não sente dor”. Parem de usar isso como argumento, porque isso não é um argumento e sim uma desculpa.

Além do peixe sentir dor e merecer viver, aqui vão mais algumas razões para você deixar de consumir peixe, na semana santa, e durante o restante de sua vida:

  • Peixes são sencientes, ou seja, sentem dor, medo, alegria, etc. Possuem grupos sociais complexos, grande memória e personalidade individual.
  • Animais marinhos vivem em contato com bactérias, fezes, toxinas, óleo de transformador (PCBS), mercúrio e diversos outros metais pesados. Portanto, o consumo desses animais pode causar perda de cabelo, perda de memória, depressão, dificuldade de concentração, problemas no sistema nervoso central, diversas doenças e levar até a morte.
  • A pesca comercial está devastando ecossistemas marinhos, incluindo antigos belos recifes de corais, redes e lixo de pesca continuam a prender e matar animais marinhos. O filme Cowspiracy, patrocinado pelo ator Leonardo DiCaprio, mostra de maneira muito clara essas práticas.

Publiquei esse texto exatamente no dia da Páscoa, porque pode ser um dia em sua vida que você comece a enxergar os animais, especialmente os peixes, de uma maneira diferente. Os peixes também merecem viver.

Curta o Veguia no Facebook!

Siga o Veguia no Instagram!